12/05/2017

Marina

Olho-te com estes braços que te envolvem. Abraço-te com estes olhos que adormeço. Sei de cor o caminho para este amor que construímos. Sorrio-te com a barriga de quem sabe o que é sentir borboletas na boca. Escuto-te com o cabelo como quem faz tranças com as palavras para ouvir melhor. Caminho-te sempre que me deixares dar-te as mãos.

Feliz ano novo meu amor. Sabes que todos os dias sou grata pelas nossas vidas se terem tricotado de uma maneira tão bonita. As palavras são insuficientes para ilustrar a pessoa bonita que és e a capacidade que tens de transformar o mundo à tua volta.

Não te comprei nenhum presente, não te fiz nenhuma surpresa, mas tenho tempo para ti! Sempre! E se o tempo não chegar partirei todos os relógios do mundo para isso mudar.

Dei-te os parabéns à meia-noite e três, num carro, à chuva. Tu a levares-me a casa, nós a virmos do teatro, um até já, na promessa de um jantar em tua casa... Haverá retrato mais fiel da dinâmica que é existirmos na vida uma da outra? 

A certeza que a vida me deu a melhor amiga que alguém poderia ter e sinto-me muito grata por continuarmos a envelhecer juntas.

#atévelhinhas?

4 comentários:

  1. Bonitas palavras de uma pessoa bonita para uma bonita pessoa! Gostei de ler-Te e de sentir aquilo que escreves e descreves.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gonçalo, sabes tão bem como eu que a Marina é a melhor amiga que se pode ter. ;) Sou grata todos os dias pelas nossas vidas se terem cruzado.

      Um beijinho*

      Eliminar

Lucie Lu © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.